E-mail marketing – vantagens e desvantagens para sua empresa

O marketing feito por e-mails é uma das mais poderosas ferramentas para construir rapidamente o seu negócio, aumentar a sua participação no mercado. Tudo isso a custos muito baixos. No entanto esta ferramenta é pouco utilizada e, quando utilizada, frequentemente, é mal utilizada.
Como em todas as nossas atividades, somos partidários da utilização ética do marketing por e-mail. O envio de e-mails não solicitados, ou “spam”, é prática no mundo virtual e uma praga que assola as caixas postais de qualquer pessoa neste mundo que se encurtou.

A utilização responsável do marketing por e-mail é também uma prática pouco conhecida e difundida e, por isso, várias pessoas e empresas, sem saber, estão fazendo “spamming”, cujos resultados não só não ajudam, como atrapalham e provocam a morte de alguns empreendimentos que se utilizam dessa prática.

Mas quais são as vantagens do marketing responsável por e-mail?

1.        É muito mais rápido que uma correspondência, e tão rápido quanto um telefonema.

2.        Você não precisa ficar confuso com os fusos horários para dar telefonemas, pois a Caixa de Entrada funciona como uma secretária eletrônica, armazenando os e-mails, tanto no provedor, como no próprio micro do cliente.

3.        O seu cliente não é obrigado a ler quando, ou enquanto, estiver ocupado com outros afazeres, portanto incomoda menos que um telefonema, pois respeita o tempo do seu cliente potencial. A isto se chama interatividade com respeito.

4.        O custo do envio de e-mail é praticamente nulo, principalmente tendo em vista o elevado potencial de ganhos: obtenção e manutenção de clientes ativos.

5.        Você pode começar a receber contatos e pedidos minutos depois do envio.

6.        Você elimina os custos de impressão e postagem para colocar a sua oferta junto aos seus clientes.

7.        As dúvidas, e os respectivos esclarecimentos, podem ser trocados rapidamente, sem custos adicionais, e a uma velocidade muito maior do que o envio de correspondência física.

8.         É uma maneira rápida de se manter em contato permanente com os clientes, numa comunicação aberta para ambos os lados, permitindo cultivar um relacionamento de longo prazo, mantendo viva a relação comercial: você entendendo as mudanças nas demandas dos seus clientes e eles tendo acesso às suas ofertas.

9.        Você envia os seus e-mails a uma clientela que já se manifestou o seu interesse em receber as suas ofertas (lista “opt-in”).

10.        A sua comunicação pode e deve ser personalizada, tratando o cliente pelo nome.
Uma lista “opt-in” é uma relação de e-mails e outros dados dos seus clientes potenciais que é utilizada para o envio das suas ofertas.  Essa lista é conhecida por “opt-in” porque todas as inclusões são feitas exclusivamente com a permissão de cada cliente potencial.

Esta é a principal diferença entre um e-mail responsável – aqueles que as pessoas optaram por receber de livre e espontânea vontade – e o “spam”, que recebemos como uma intromissão em nossas caixas postais: batem à nossa porta, entram e nunca se apresentaram. Sob o ponto de vista de marketing é a diferença entre ser bem recebido ou ser considerado um intruso. Convenhamos, em termos de RECEPTIVIDADE, isto faz toda a diferença!

Pois bem. Agora que você decidiu qual ferramenta usar, vamos nos concentrar na sua lista de e-mails, e se você está pensando em comprar uma lista daquela empresa que você achou na busca do Google, esqueça! A melhor maneira de obter resultados efetivos com as suas campanhas é utilizando a sua própria lista de e-mails e, se você não tem uma, tente construí-la por meio de pesquisas, de uma assinatura de Newsletter no seu site, por meio de conversas diretas com seus clientes, solicitando a eles seus e-mails e, o mais importante, pedindo  a autorização deles para poder enviar suas campanhas. Outro ponto importante é a segmentação da lista de e-mails, uma vez que de nada adianta coletar os e-mails de seus clientes se você não sabe o que realmente eles querem receber. Por isso, procure saber os gostos de seus clientes, seus hábitos de consumo e crie segmentos em sua lista para cada um deles, além de segmentos para sexo e data de aniversário.

Outra ponto extremamente muito importante são as estratégias formuladas para suas campanhas. A partir da segmentação de sua lista de e-mails, você já terá uma base do que poderá oferecer para seus clientes, mas sempre a algo a mais para se fazer e, nesse caso, você pode incluir um calendário de datas sazonais e uma estratégia de conteúdo, pois seus clientes precisam de informações relevantes sobre o seu negócio. Portanto, se você tem uma loja de bicicletas em São Paulo, antes de enviar aquela oferta imperdível daquela Mountain Bike, envie alguns e-mails mostrando detalhes e as melhores trilhas para andar de Bike em São Paulo, pois assim você estará estimulando o seu cliente a receber a  oferta da Mountain Bike. Acredite, o resultado de sua campanha será bem melhor, afinal, você quer uma Mountain Bike para se aventurar em trilhas ou para deixar como troféu, acumulando poeira na garagem da sua casa?

Para o fim, deixo a análise das métricas das campanhas de E-mail Marketing. As métricas por si, não servem para nada, não têm valor algum se não forem analisadas e tomadas como base para novas estratégias.

Por isso, a análise detalhada de cada campanha se faz necessária e muito importante para as estratégias de E-mail Marketing, afinal, através da análise você descobre o que realmente seus clientes querem ao invés de ficar tentando descobrir. Isso é praticamente impossível. Se você realmente quer saber o que seus clientes procuram, comece agora mesmo a analisar suas campanhas. Tenho certeza de que você irá descobrir muita coisa interessante sobre eles.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *